Miguel Ferrão Lopes

Fotografia de Miguel Ferrão Lopes
Nacionalidade: 

Miguel Ferrão Lopes (n. 1988, Castelo Branco) define-se como criador e intérprete. Licenciado em Cultura Visual e Fotografia (IADE, Lisboa), explora no entremeio da performance a sua relação com o corpo-matéria e o corpo-memória, colocando-o na esfera do íntimo, da tensão e da transgressão e compondo narrativas que atravessam o concreto e o abstrato. Em 2018 inicia formação de teatro no Chapitô e, desde então, frequenta aulas e workshops de dança e teatro. É seleccionado para o Programa Avançado de Criação em Artes Performativas 3 (Forum Dança, Lisboa), com curadoria de Vânia Rovisco, onde apresenta diferentes pesquisas performáticas. Estreia no festival Gaivotas em Marvila (Lisboa), a performance “We Might Look for New Lovers” (2019) e apresenta a instalação performativa “Eres victima de tu propio invento: una cercanía a nuestra intimidad” (2021), no Festival Fuori Visioni 6 (Itália). É intérprete de Ana Borralho & João Galante em “Sexy M/F”, em “Burn Time” de André Uerba e em “O Escuro que te Ilumina ou As Últimas Sete Palavras de Cristo” de Mónica Calle. 

Artista