Atmosfera

Atmosfera de João Tuna e Leonor Cabral
Video
Performance
Leonor Cabral e João Tuna
Domingo, Novembro 28, 2021 - 19:00

Em Atmosfera, uma mulher experimenta uma súbita baixa de pressão atmosférica às 03 horas e 26 minutos do dia 18 de Março de 2021, quinta-feira.

Em Janeiro de 2021 iniciámos um segundo período de confinamento nacional, três meses de isolamento social. Neste lugar de solidão cárcere o pensamento sobre o lugar distópico, sobre a incerteza e sobre a impossibilidade de antecipação. Um estado de efémero infinito - se permitem o abuso linguístico - onde tudo é volátil e transitório.

As alterações climáticas corrompem o habitual ciclo meteorológico quando subvertem o calendário das estações do ano. Episódios meteorológicos, alguns extremos, ocorrem fora do seu tempo e a ideia de “estação do ano” esbate-se. A Primavera, por exemplo, momento de florescimento e de renascimento já não acontece em Abril e Maio. Talvez já não aconteça de todo. Novamente a incerteza o transitório e sobretudo o inesperado, como potência.

É deste “lugar” que Leonor Cabral e João Tuna partem para o Atmosfera, uma performance onde o digital substitui o presencial, quando naquele mês de Março de 2021 a comunhão física nos parecia tão distante. A influência das alterações súbitas das condições atmosféricas, o estado meteorológico fora do tempo, “a solidão cárcere”, a incerteza, a impossibilidade de antecipação e o transitório são o subtexto desta vídeo-performance. O corpo de Leonor é o centro; sobre o esforço físico, repetição e duração.

Das leituras que fazíamos e de outras que que foram surgindo sobraram para as falas da Leonor palavras de William Shakespeare, Emily Bronte, Heiner Müller, Hans Magnus Enzensberger, Relatórios Meteorológicos do IPMA, do autor desconhecido de A Nuvem do Não saber e da Bíblia.

 

Sobre ruínas uma mulher experimenta uma súbita baixa de pressão atmosférica às 03 horas e 26 minutos do dia 18 de Março de 2021. Tempestade, mágoa, pluviosidade interminável, incompreensão. Sob ruínas, uma mulher confronta a influência do estado meteorológico no humano. Leonor,

                     Eu quero tudo. Caso contrário não aceito nada.

Novembro, 2021


Atmosfera - Leonor Cabral e João Tuna
Vídeo-Performance
28 Nov. 19h, 19h30 e 20h
Palácio Visconde da Graça,  Largo do Intendente 35

Entrada gratuita com lotação limitada
Reservas até 27 Nov: comunicacao@largoresidencias.com 

M/ 12 


Ficha técnica e artística

Criação - Leonor Cabral e João Tuna
Interpretação - Leonor Cabral
Projecto financiado pelo apoio GARANTIR CULTURA- GEPAC


Apoios

Apoio financeiro
Câmara Municipal de Lisboa - RAAML (Regulamento de Atribuição de Apoios pelo Município de Lisboa)

Apoio à divulgação
Junta de Freguesia de Arroios

Parcerias