Pós-memórias coloniais - Os filhos do colonialismo

Pós-memórias coloniais - Os filhos do colonialismo / Hotel Europa

Marianne Hirsch define no livro Postmemory Generation o conceito de pós-memória como a "relação que a geração seguinte tem com o pessoal, colectivo e trauma cultural daqueles que vieram antes - experiências que são lembradas apenas através de histórias, imagens e comportamentos daqueles com quem cresceram" (2012: 5) .

O espectáculo Pós-Memórias Coloniais investiga que relação é que as gerações que nasceram depois do 25 de Abril de 1974 têm com o colonialismo português e que memórias é que lhes foram transmitidas desse mesmo passado. Este é um espectáculo de teatro documental que trabalha a partir de uma extensa e contrastante recolha de testemunhos, reflectindo também como é que o passado colonial se reflecte em Portugal e na Europa de hoje, assim como nos movimentos que exigem a descolonização da história e do pensamento dos antigos países imperiais.


Descrição do projecto

Este espectáculo continua a pesquisa da companhia Hotel Europa sobre o passado recente Europeu, em particular sobre o fim do colonialismo português, incidindo a sua atenção com Pós- Memórias Coloniais na chamada geração pós-memória. Passados mais de quarenta anos, Portugal começa a assistir a um movimento que quer reflectir sobre o seu passado colonial e perceber as razões do silenciamento que tem marcado este passado recente. Neste espectáculo iremos também analisar quais o problemas com que a geração pós-memória se depara no presente que têm origem neste complexo passado colonial.

Com Pós-Memórias Coloniais, a companhia Hotel Europa prossegue o seu trabalho de investigação do teatro documental enquanto espaço político, refletindo também sobre o actual movimento internacional que exige a descolonização do pensamento e da história dos antigos países Imperiais.

Com este espectáculo a companhia Hotel Europa inicia assim um novo ciclo de teatro documental, desta vez olhando para os filhos deste passado traumático, tentando perceber ao longo dos próximos espectáculos as memórias que foram transmitidas às novas geração sobre o colonialismo, fascismo e comunismo, investigando que relação existe na geração pós-memória com estes passados traumáticos marcados pela opressão.


Ficha Técnica e Artística

Criação:  André Amálio e Tereza Havlíčková
Com: elenco a confirmar (serão entre três a quatro pessoas reais de diferentes idades a escolher através do processo de entrevistas)
Movimento: Tereza Havlíčková
Desenho de luz: Joaquim Madaíl
Cenografia: Pedro Silva


Produção: Hotel Europa


Calendário

Residência: 29 a 31 de Agosto de 2019

Apresentações: 21 e 22 de Fevereiro de 2020, Auditório Campo Alegre, Porto
Teatro Municipal do Porto - Rivoli . Campo Alegre


A partir de: 
29 de Agosto de 2019 to 31 de Agosto de 2019

Parcerias