"Tributo a Tagore" Mostafa Anwar Swapan & Catherine Morisseau

Concerto
Música
Domingo, Maio 14, 2017 -
18:00 to 20:00
Nascido no Bangladesh a 02 de Dezembro de 1967, Mostafa Anwar Swapan com a sua Tanpura, Harmonium, Suramandal e Sitar é um versátil cantor, compositor, poeta, diretor musical, ator, trabalhador teatral e analista científico. Através da música concretiza os seus humildes esforços para alcançar a paz e harmonia universais, numa viagem musical espiritual que responde ao apelo da alma à transcendência. Inspirado pelo velho sistema milenar baseado nos tradicionais ragas clássicos indianos, Mostafa tem composto-tocado uma variedade musical Clássica e Semi-clássica, ou seja, espirituais Qawwali, Gazal, Thumri, Khayal, Devocional, Popular, Patriótica, Música para Movimentos Populares, Moderna e muitas mais. Mostafa tem percorrido caminhos musicais em línguas tão díspares quanto Urdu, Persa, Português e Francês para além da sua língua materna Bangla.Recentemente, com grande esforço e devoção assinalável tem composto, especificamente introduzido uma nova versão de música, em Português, independentemente. Rabindranath Tagore ( 7 de maio de 1861 - 7 de agosto de 1941), foi um polímata bengali. Como poeta, romancista, músico e dramaturgo, reformulou a literatura e a música bengali no final do século XIX e início do século XX. Como autor de “Gitânjali”, que em português se chamou "Oferenda Lírica"e seus "versos profundamente sensíveis, frescos e belos", sendo o primeiro não-europeu a conquistar, em 1913, o Nobel de Literatura, Tagore foi talvez a figura literária mais importante da literatura bengali. Um brâmane pirali de Calcutá, Tagore já escrevia poemas aos oito anos. Com 16 anos, publicou sua primeira poesia substancial sob o pseudónimo Bhanushingho ("Sun Lion") e escreveu os seus primeiros contos e dramas em 1877. Tagore modernizou a arte bengali desprezando as rígidas formas clássicas. Seus romances, histórias, canções, danças dramáticas e ensaios falavam sobre temas políticos e pessoais. “Gitanjali” (Ofertas de Música), “Gora” (Enfrentamento Justo) e “Ghare-Baire” (A Casa e o Mundo) são as mais conhecidas. Os seus versos, contos e romances foram aclamados pelo seu lirismo, coloquialismo, naturalismo e contemplação. Tagore era talvez o único literato que escreveu hinos dos dois países (Bangladesh e Índia): “Hino nacional de Bangladesh” e “Jana Gana Mana” Músicos: Mostafa Anwar Swapan: voz, tanpura, harmonium, suramandal e sitar) Catherine Morisseau: piano João Neto: guitarra clássica Alexandre Faria: darbuka, guitarra clássica / elétrica / portuguesa, piano e teclados, percussões e bateria Theu Nasci: percussão