A partilha do bolo, a gula e a indigestão

Gente de Zona
Música
Conversa
Yoka Kongo!, Ana Stela Cunha e Rafael Galante
Sexta, Março 12, 2021 - 21:00

O projeto VIBE – Voices of Iberia in Black Europe convida-nos a conhecer a banda YOKA KONGO! e a trajetória musical centro-africana através de diálogos musicais no/do universo "ibérico" para além da geografia

Residência Aberta - Mostra de Artistas em Residência: Yoka Kongo!
Conversa III com Ana Stela Cunha e Rafael Galante
12 Mar. Sex. 21h
Via zoom https://bit.ly/3eoikka
Online em DIRECTO em  www.facebook.com/LargoResidencias

Encontro 3: A partilha do bolo, a gula e a indigestão
Modelos eurocêntricos (falidos) e a quebra de estereótipos: há reinos dos dois lados do Atlântico.

Rafael Galante é historiador e etnomusicólogo. Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo, onde está realizando a pesquisa: “Iconografia musical do Atlântico Negro: Brasil - África Central e Austral, um inventário analítico (Sécs. XVI-XIX)”. Foi investigador visitante do Smith College, em Massachusetts, EUA e da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, Moçambique.

Cabildo Kunalumbo San Francisco de Asís em Sagua la Grande, de origem “congo” é o mais antigo de Cuba, há mais de dois séculos mantendo as tradições do Palo Mayombe. 

VIBE – Voices of Iberia in Black Europe
Este projeto musical situa o espaço ibérico, África Central e as Américas num mesmo complexo cultural em torno do Atlântico, conectando histórias, legados artísticos, ontológicos e filosóficos, discutindo questões raciais e suas interseccionalidades no discurso e na produção artística. Teremos 5 encontros para conversar e ouvir músicas e suas relações com a cidade.


PRÓXIMOS ENCONTROS

A diáspora ontológica e a "pedagogia de Exu"
14 Abr. 21h
Igrejas proféticas em África e as ontologias religiosas na diáspora: Cuba, Brasil e Portugal. A diáspora ontológica e a pedagogia de Exu: como reconstruir espaços sufocados pelas epistemologias ocidentais em Cuba, no Brasil e na Ibéria. Terreiros e musicalidades em Portugal e Espanha.

"Langas", o pós colonialismo e as produções musicais
data a definir
Langas, o pós colonialismo e as produções musicais. O kuduru, o funk e o reggaeton.
Partilhas e engodos: afetação dos povos e suas musicalidades a partir das divisões engendradas pelos colonizadores. A resposta das musicalidades de “gueto”.

http://www.largoresidencias.com/projectos/yoka-kongo

Nota
A programação pode ser alterada e adaptada de acordo com as actualizações das normas da Direção Geral de Saúde. 


Apoios

Câmara Municipal de Lisboa - RAAML (Regulamento de Atribuição de Apoios pelo Município de Lisboa)
Junta de Freguesia de Arroios 

Parcerias