O que fazer desta praça?

Cartaz da Frente Anti-Despejos 11 de Janeiro, 18H30,  na Escola Sampaio Garrido: conversa sobre o que desejamos que seja a Praça  das Novas Nações
Conversa
FRENTE ANTI-DESPEJO
Sexta, Janeiro 11, 2019 - 18:30

No dia 11 de Janeiro, às 18H30, na Escola Básica Sampaio Garrido, conversamos sobre o que desejamos que seja a Praça das Novas Nações. 


Lisboa vive um tremendo processo de recomposição social que não deve ser confundido com reabilitação. Essa recomposição atinge o inquilinato – tanto habitacional como comercial - como a estrutura de pequenos proprietários que existia pela cidade. O processo é acelerado e, apesar da atenção política e mediática, tem havido poucos casos de sucesso a contrariar despejos ou cessação de contratos.
A partir do território dos Anjos propomo-nos criar redes e levantar trincheiras de resistência, para quem quer continuar a viver e trabalhar na cidade. Urge conquistar vitórias que possam oferecer um caminho oposto ao esvaziamento da cidade por parte dos seus habitantes.
É isso que nos propomos fazer a partir de uma frente alargada de técnicos - artistas, arquitectos, urbanistas, advogados e antropólogos - que se colocará ao serviço das populações residentes nesta área da cidade de Lisboa.
 

Este projecto é uma acção conjunta das Cooperativas Trabalhar com os 99% e Sou Largo, sediada no Largo do Intendente, e conta com o apoio do programa BIP/ZIP da Câmara Municipal de Lisboa. 

 

Parcerias