Blubell

Fotografia da banda Blubell
Concerto
Música
Blubell
Sábado, Maio 25, 2019 - 17:00

É um dos nomes mais relevantes da música contemporânea brasileira. Blubell começou sua carreira a solo em 2006 com o disco “Slow Motion Ballet”, muito bem recebido pela crítica. Já com “Eu Sou do Tempo em que A Gente Se Telefonava” (2011), entrou definitivamente para o hall de artistas independentes da sua geração com direito a uma tournée muito bem sucedida no Japão e a ser a primeira artista solo feminina do Brasil a participar no famoso festival internacional Lollapalooza. 

Com o disco de versões “Blubell&Black Tie” (2012), comprovou sua veia de intérprete e ganhou o prémio da Música Brasileira de “Melhor Disco em Língua Estrangeira”.
Com seu quarto álbum, “Diva é Mãe” (2013), Blubell solidificou seu estilo de composição com canções que mais parecem crónicas saídas da vida cotidiana, misturando amor com humor e pop com jazz. Também com o “Diva é a Mãe”, foi uma das três cantoras indicadas a “melhor cantora pop” do 25º Prêmio da Música Brasileira, ao lado das grandes Gal Costa e Ná Ozzetti. Em 2015, paralelamente à tournée “Diva é A Mãe”, estreou o espetáculo “Blubell Canta Madonna”, um tributo à rainha do pop com versões jazzísticas de sucessos de todas as fases da carreira de Madonna.

Ao quinto disco, “Confissões de Camarim”, com a ajuda do produtor Marcio Arantes, Blubell conseguiu conservar sua veia de cabaré bem humorado com um toque  de maior modernidade. O disco tem onze faixas e todas as canções são totalmente de sua autoria, com exceção de “Pretexto” do seu colega contemporâneo Pélico e de “A Tardinha”, uma parceria sua com Zeca Baleiro, que faz dueto com a cantora na música.

site

 

 

Parcerias