B-Mesmo

Um trio no qual o violino pode ser dedilhado como um cavaquinho; o contrabaixo pode perder uma das cordas, a flauta pode ganhar sopros arrojados, os corpos viram instrumentos percussivos.
Concerto
Música
B-Mesmo
Domingo, Abril 15, 2018 - 17:00

Três músicos de nacionalidades distintas encontraram-se em Lisboa e, inspirados pelas relações originais e estreitas que mantêm com os próprios instrumentos, arrancaram a executar um som único. O resultado é o B-Mesmo - um trio no qual o violino pode ser dedilhado como um cavaquinho; o contrabaixo pode perder uma das cordas, a flauta pode ganhar sopros arrojados, os corpos viram instrumentos percussivos. Formado pela italiana Elena La Conte (flauta e voz), a alemã Kristina Van de Sand (violino e voz) e o luso-brasileiro Walter Areia (contrabaixo), o B-Mesmo tem repertório composto por clássicos do cancioneiro mundial. Um set-list que dialoga com o cosmopolitismo sem distinção da capital portuguesa e propõe uma música sem fronteiras. A “Bei Mir Bistu Shein”, popular canção iídiche, como também “São Jorge”, do cantor e compositor paulistano Kiko Dinnucci, a “K You K Yaw” do francês André Minvielle, como também a canção italiana “Dolcenera”, de Fabrizio De Andrè, são exemplos da “curadoria” do trio. Composições como Navigare, composta por Areia e traduzida por Elena, completam o concerto. “São composições de qualidade indubitável, mas, nem sempre, reconhecidas pelo grande público, relegadas a um lado B, daí o nome do trio”, explica Areia. Todas executadas com arranjos originais, com assinatura própria dos três músicos."